quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Brasileiros mantêm posição no ranking mesmo com vitórias no UFC em Nova York



Fonte: Super Esportes
Texto e edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES) Getty Images
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)



Anderson Silva, Ronaldo Jacaré, Glover Teixeira e Wilson Reis:
posições inalteradas no ranking

RANKING


Brasileiros mantêm posição no ranking mesmo com vitórias no UFC em Nova York
Anderson, Jacaré, Glover e Wilson Reis não mudaram posição na lista



Os brasileiros que saíram vitoriosos no UFC 208, no sábado passado, no Brooklyn, em Nova York, não subiram no ranking oficial do Ultimate Fighting Championship, apesar do resultado. Anderson Silva, Ronaldo Jacaré, além dos mineiros Glover Teixeira e Wilson Reis, mantiveram as posições no top 15 das respectivas categorias de peso.






No peso médio, mesmo com as vitórias sobre Derek Brunson e Tim Boetsch, respectivamente, Anderson Silva e Ronaldo Jacaré permaneceram em sétimo e terceiro lugar na lista dos 15 melhores. Batido pelo Spider por decisão unânime no coevento principal da noite, Brunson, por outro lado, perdeu espaço e caiu de oitavo para nono. Ele foi ultrapassado por Vitor Belfort, agora em oitavo. O mesmo ocorreu com o Bárbaro, finalizado por Jacaré com uma chave Kimura. Boetsch passou de 13º a 14º.


Glover Teixeira se recuperou ao bater Jared Cannonier por decisão unânime, mas também não melhorou a posição no ranking dos meio-pesados. O mineiro nascido em Sobrália, no Vale do Rio Doce, permaneceu em terceiro lugar na lista dos 15 melhores, ainda embolado entre os candidatos a title-shot.





No peso mosca, a situação também não se alterou para Wilson Reis. O lutador de Januária, no Norte de Minas, que treina nos EUA, conquistou a terceira vitória seguida ao bater o japonês Yuta Sasaki, por decisão unânime. Entretanto, o mineiro se manteve na quinta posição, embora tenha fortalecido uma eventual chance para disputar o cinturão contra o campeão, Demetrious Johnson.

No peso galo feminino, apesar de ter disputado o cinturão inaugural dos penas, Holly Holm caiu posições com a derrota para Germaine de Randamie em Nova York. A ex-campeã da divisão até 61kg caiu de segundo para quarto na lista, enquanto a holandesa se manteve em décimo. O ranking da nova categoria feminina dos penas ainda não foi divulgado pela organização.