quinta-feira, 14 de junho de 2018

Começa a 21ª edição da Copa do Mundo




Fonte: Campeões do futebol.com.br / goal.com / Esporte – iG.com.br / top10mais.org
Texto, pesquisa e edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)





Começou nesta quinta-feira, dia 14, a vigésima primeira edição da Copa do Mundo a maior competição esportiva do Universo. 

32 seleções estão preparadas para correr atrás do tão cobiçado título máximo.

1- Rússia (país anfitrião)
2- Brasil
3- Alemanha
4- Arábia Saudita
5- Argentina
6- Austrália
7- Bélgica
8- Colômbia
9- Coreia do Sul
10- Costa Rica
11- Croácia
12- Dinamarca
13- Egito
14- Espanha
15- França
16- Inglaterra
17- Irã
18- Islândia
19- Japão
20- Marrocos
21- México
22- Nigéria
23- Panamá
24- Peru
25- Polônia
26- Portugal
27- Senegal
28- Sérvia
29- Suécia
30- Suíça
31- Tunísia
32- Uruguai




 







Observações:

» Resultados de jogo decididos após prorrogação: 1934, 1 a 1 no tempo normal e 2 a 1 resultado final após prorrogação; 1966, 2 a 2 no tempo normal e 4 a 2 após prorrogação; 1978, 1 a 1 e 3 a 1 após prorrogação; 1994, 0 a 0 no tempo normal e após prorrogação, sendo decidido nos penais; 2010 e 2014, 0 a 0 no tempo normal e 1 a 0 na prorrogação.

» A Alemanha é a reunificação da Alemanha Ocidental com a Alemanha Oriental.

» A Russia herdou todas as estatísticas da antiga União Soviética.

» A Tchecoslováquia não mais existe pois se dissolveu em duas Nações: Republica Checa e Eslováquia.

» Em 1942 e 1946 não houve competição devido a segunda guerra mundial.






A primeira Copa do Mundo em 1930 foi organizada pelo Uruguai.

Foi um torneio diferente do que conhecemos hoje já que 13 seleções foram convidadas para participar, das quais sete vieram da América do Sul. Participaram também quatro equipes da Europa, com o México e os Estados Unidos fechando as seleções participantes. 

A final, que foi realizada no Estádio Centenário de Montevidéu, foi um clássico sul-americano, já que os anfitriões do Uruguai enfrentaram a Argentina. O Uruguai ganhou a primeira Copa do Mundo graças a uma vitória por 4-2 diante de mais de 68 mil torcedores.




Os grandes artilheiros do certame





quarta-feira, 25 de abril de 2018

Os craques de ontem, de hoje e de sempre




Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)


Pelé e Garrincha. Os craques de ontem e de sempre
Photo Gallery – The King of Football Pelé » Pele e Garrincha no Pedra Enxuta.
Pedra Enxuta City's Blog - WordPress.com




Os craques da atualidade (Escanteio Curto)







terça-feira, 10 de abril de 2018

Brasil já tem 22 campeões estaduais.



Fonte: Futebol Interior
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)




 
O domingo foi de festa para 17 clubes e tristeza para outras 17 torcidas


O domingo foi de festa para 17 clubes e tristeza para outras 17 torcidas. O final de semana foi marcado por decisões de campeonato de Norte a Sul do Brasil. Desde competições tradicionais, como o Paulistão e o Carioca, até estaduais com menos glamour, como Acreano e Sul-Matogrossense. 


Em São Paulo, o Corinthians mostrou superação para superar o “primo rico” Palmeiras. O mesmo aconteceu com Cruzeiro e Botafogo, que saíram em desvantagem na ida, mas conquistaram a taça com vitórias emocionantes na volta. 

Em Goiás, o Goiás confirmou sua hegemonia ao conquistar o tetracampeonato. Por outro, lado três acabaram com longos jejuns estaduais. O Grêmio não vencia o Gaúcho desde 2010. No Alagoano, o CSA não levantava a taça desde 2008. Já o Náutico não era campeão desde 2004. Mas ninguém supera o Sobradinho, que no sábado, foi campeão do Brasiliense pela primeira vez desde 1986. 




Confira os campeões estaduais de 2018: 

Paulistão – Corinthians (29º títulos e 2º consecutivo) 
Paulista da Série A2 – Guarani (2º título) 
Acreano – Rio Branco (47º título) 
Alagoano – CSA (38º título) 
Amazonense – Manaus (2º título e 2º consecutivo) 
Baiano – Bahia (47º título) 
Brasiliense – Sobradinho (3º título) 
Carioca – Botafogo (21ª título) 
Capixaba – Serra (6º título) 
Catarinense – Figueirense (18º título) 
Cearense – Ceará (45º título e 2º consecutivo) 
Gaúcho – Grêmio (37º título) 
Goiano – Goiás (28º título e 4º consecutivo) 
Maranhense - Moto Club (26º título) 
Mato-grossense – Cuiabá (8º título e 2º consecutivo) 
Mineiro – Cruzeiro (37º título)
Paraense – Remo (45º título)
Paraibano – Botafogo (29º título e 2º consecutivo)
Paranaense – Atlético-PR (24º título)
Pernambucano – Náutico (22º título)
Potiguar – ABC (55º título e 3º consecutivo)
Sul-mato-grossense – Operário (11º título) 









quarta-feira, 14 de março de 2018

Venus Williams vence Sevastova e vai às quartas de final em Indian Wells



Fonte: Super Esportes
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES) Matthew Stockman/AFP
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)



Veterana de 37 anos passa por letã em sets diretos e avança em casa.(Gazeta Press) Foto: Matthew Stockman/AFP 

INDIAN WELLS

Venus teve dificuldade contra Sevastova, mas venceu por 2 sets a 0 e se classificou.




Nesta terça-feira, 13/03, Venus Williams garantiu vaga para as quartas de final de Indian Wells. A tenista de 37 anos superou a letã Anastasija Sevastova por sets diretos com parciais de 7/6 (8-6) e 6/4 na terceira rodada da competição em solo americano. 

O começo da partida foi bastante louco, com três quebras de saque seguidos. Apesar da tenista de 20 anos ter conseguido abrir 4 a 2, Venus Williams utilizou sua experiência para empatar a parcial, passar por cima de um set point desperdiçado e vencer o tie-break por 8 a 6. 

A americana até começou mal a segunda parcial, vendo Sebastova abrir 3 games a 0. Contudo, a número 8 do mundo conseguiu reverter rapidamente o cenário, empatando o set em 3 a 3. Com mais uma quebra, Williams precisou apenas confirmar seu saque para vencer a partida. 

Nas quartas de final, Venus Williams, que é a cabeça de chave número oito, irá enfrentar a vencedora do confronto entre a espanhola Carla Suárez Navarro e americana Danielle Collins.





domingo, 18 de fevereiro de 2018

Empatado em 1 a 1, clássico foi encerrado por falta de jogadores suficientes do Vitória em campo




Fonte: Site oficial do Bahia
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Esporte Clube Bahia.com.br
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)





O primeiro Ba-Vi da temporada 2018, neste domingo (18), no Barradão, não teve 90 minutos de disputa e foi encerrado no meio do 2º tempo, pela falta de jogadores suficientes em campo por parte do Vitória. O jogo estava empatado em 1 a 1 e o resultado final do clássico será decidido posteriormente. 

O Regulamento Geral das Competições da CBF, em seu artigo 56, parágrafos 3 e 4, indica que: “§ 3º – Após o início da partida, se uma das equipes ficar reduzida a menos de sete (7) atletas, dando causa a essa situação, tal equipe perderá os pontos em disputa. § 4º – O resultado da partida será mantido, na aplicação do § 3º, se, no momento do seu encerramento, a equipe adversária estiver vencendo a partida por um placar igual ou superior a três (3) gols de diferença; e se tal não ocorrer, o resultado considerado será de três a zero (3 x 0) para a equipe adversária”. 






Em campo, o Tricolor começou bem o clássico, pressionando o adversário em seu campo de defesa, e criou chances de abrir placar, sobretudo numa grande cabeçada de Kayke, forçando uma ótima defesa de Fernando Miguel. 

Mas quem saiu na frente foi o Vitória. No lance do gol, aos 33, Yago ganhou com a mão uma dividida com a zaga do Esquadrão, e no desenrolar, a bola sobrou para Denílson, que chutou para uma primeira defesa de Douglas, e fez o gol no rebote. 





Logo na largada do 2º tempo, o Bahia chegou ao empate após um escanteio, num toque de mão de Uillian Corrêa dentro da área. Na cobrança do pênalti, aos 4 minutos, Vinícius deslocou o goleiro e empatou o jogo.

Na comemoração, uma briga generalizada foi iniciada e após mais de 10 minutos de paralisação, sete atletas foram expulsos: os reservas Edson e Rodrigo Becão, e os titulares Lucas Fonseca e Vinícius, do Bahia, além de Denílson, Rhayner e Kanu, do Vitória. 





O jogo foi reiniciado, e aos 33, mais duas expulsões contra o Vitória. Primeiro, Uillian Corrêa segurou Zé Rafael e recebeu seu 2º amarelo. Na cobrança da falta, Bruno Bispo chutou a bola para longe e também foi advertido pela 2ª vez na partida. Assim, com apenas sete atletas em campo do Rubro-Negro, o árbitro Jaílson Macedo de Freitas finalizou o duelo, como indica a regra do futebol. 







segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Lemuel, um jovem talento à espera de uma oportunidade



Texto e edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens e informações Enviadas por Rosinaldo Souza
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)





Rosinaldo Souza está nos apresentando o seu filho, Lemuel, considerado por muitos, um bom jogador de futebol, que espera uma oportunidade em um time profissional.

Dados:

Nome Completo: Lemuel do Nascimento Oliveira
Nascimento: 10/07/1997
Naturalidade: Guarabira-Paraíba;
Posição em campo: Meio campista ou meia atacante;
Equipes que atuou: Apenas em uma universidade americana, quando fez um intercâmbio de 05 meses. Ele é amador.







Ele entrou em contato conforme explicação dada por ele mesmo:


Achei sua assessoria no site da CBF em uma escolha inopinada. Mesmo o senhor aposentado, ainda com certeza tem contatos bons.

Nessa caminhada tentando conseguir uma pessoa que abra as portas, encontramos muitos picaretas e aproveitadores.

Sempre querendo tirar vantagem financeira, só que o grande problema é o depois.

Ele já está com 20 anos e dizem que está velho aí o senhor imagina a dificuldade de conseguir alguma coisa.





Tendo em vista vocês serem profissionais da área, gostaria que analisassem um pequeno vídeo do meu filho. A ideia é saber se o rapaz tem jeito de jogador, ele esteve nos Estados Unidos no ano passado fazendo alguns jogos por uma universidade de lá. Favor dá uma olhada no vídeo abaixo e me dá um retorno de sua avaliação.

Clique no link abaixo para assistir o vídeo


https://www.youtube.com/watch?v=uw8d0WhRXkQ









segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Dana White garante superluta entre Amanda Nunes e Cris Cyborg no UFC



Fonte: Super Esportes
Fotos: AFP
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)




Dana White se empolga com desafio de Amanda Nunes e quer superluta; 
Cyborg se mostrou contrária.
Chefão se anima com possibilidade de duelo entre brasileiras campeãs

UFC
A superluta entre Cris Cyborg e Amanda Nunes está mais próxima de ser realizada no Ultimate Fighting Championship. O presidente do UFC, Dana White, se empolgou com a possibilidade e afirmou que o embate entre as brasileiras campeãs é a ‘luta a ser feita’ em 2018. 

“Amanda Nunes quer enfrentar ela. Amanda Nunes quer enfrentar Cris Cyborg. Esta é a luta a ser feita. Esta é a luta que eu vou fazer. Esta é a luta. Amanda Nunes é uma golpeadora grande, forte e poderosa. Acredito que o jogo dela casa muito bem com a Cyborg. Acredito que é uma luta divertida. Esta é a luta a se fazer”, reiterou o dirigente, em entrevista ao Yahoo Sports. 

Campeã do peso galo, com duas defesas bem-sucedidas de cinturão, Amanda Nunes começou a desafiar Cris Cyborg no fim do ano passado. Já campeã do peso pena disse que não gostaria de enfrentar uma brasileira, mas se colocou aberta à negociação. A curitibana, que defendeu o título pela primeira vez com triunfo sobre Holly Holm, no UFC 219, no fim de semana passado, ainda cobrou a valorização da categoria recém-criada e criticou a subida de lutadoras somente para a disputa do cinturão da categoria até 66kg. 

Dana White, no entanto, não considerou os argumentos de Cyborg válidos. “Quando você é campeã mundial, não importa se você vai enfrentar uma brasileira, uma alemã, uma porto-riquenha, uma cubana, quem quer que seja. Você enfrenta quem quer que tente tirar o seu cinturão”, decretou.








domingo, 10 de dezembro de 2017

Virna Jandiroba, campeã mundial invicta



Fonte: Superlutas.com.brs
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)




Nome: Virna Jandiroba
Apelido: Carcara
Cartel: 12 Vitórias
0 Derrotas
Vitórias: 0 Nocautes (0%)
10 Finalizações (83%)
2 Decisões dos juizes (17%)
0 Outras (0%)
Derrotas: 0 Nocautes (0%)
0 Finalizações (0%)
0 Decisões dos juizes (0%)
0 Outras (0%)
Equipe:
Altura: 157.48 cm
Peso: 52.16 kg
Data de nascimento: 30/05/1988
Cidade: Serrinha, Bahia
Pais: Brasil





Adversário
Método
Evento
Data
R
T
Finalização (Arm-lock)
Invicta FC 26 - Maia vs. Niedzwiedz
08/12/17
1
2:5
Decisão (Dividida)
F2N - Fight 2 Night 2
28/04/17
3
5:0
Finalização (Arm-lock)
Imperium - MMA Pro 12
26/11/16
1
0:4
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
F2N - Fight 2 Night
04/11/16
1
2:2
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
FO - Fight On 3
30/07/16
1
2:3
Finalização (Arm-lock)
MNA MMA Circuit 2 - MNA MMA Circuit 2016
09/04/16
2
3:2
Decisão (Unânime)
O Rei da Arena Fight - The King of Arena Fight 2
14/11/15
3
5:0
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
VFC 4 - Velame Fight Combat 4
12/09/15
1
2:5
Finalização (Triângulo)
BFC 2 - Banzay Fight Championship 2
16/05/15
1
1:5
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
MMASH - MMA Super Heroes 7
15/11/14
2
4:3
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
The Iron Fight 2.0 - MMA Tournament
21/12/13
3
N/A
Finalização (Rear-Naked Estrangulamento)
PFL - Premier Fight League 10
15/06/13
1
0:4