sábado, 25 de março de 2017

MCGREGOR X MAYWEATHER


Fonte: Super Esportes
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)


UFC deseja 50% da bolsa de McGregor na superluta com Mayweather, revela promotor.
Desafeto de Dana, presidente da Top Rank culpa Ultimate por travar negócio.

Presidente da Top Rank, uma das principais promotoras de boxe do mundo, Bob Arum apontou que o impasse na negociação para superluta entre Conor McGregor e Floyd Mayweather é causado pela interferência do Ultimate Fighting Championship. Desafeto declarado de Dana White, o dirigente afirmou que o UFC deseja 50% da bolsa do irlandês para liberá-lo para o duelo no ringue. Caso o combate não seja realizado, na visão de Arum, a culpa será exclusivamente da organização de MMA.

Não tenho controle sobre isso, mas acho que o impedimento é o UFC. Eles não tratam os lutadores do mesmo jeito que promotores de boxe tratam. Os lutadores do UFC recebem muito menos que os boxeadores. Eles propuseram um acordo a Conor em que levariam 50% da bolsa dele. Parem com isso. Não ache que grande luta, porque Conor enfrentar Mayweather não é uma luta de verdade. Conor é ótimo no MMA, mas não mostrou nada no boxe. E Mayweather é um dos maiores lutadores da história do boxe. Mas, se essa luta não acontecer, a culpa será toda do UFC”, disparou o mandatário, em entrevista ao Fight Hype.


UFC teria criado impasse ao exigir 50% da bolsa para autorizar Conor McGregor a lutar boxe. Getty Images


Antes contrário à superluta, o presidente do UFC, Dana White, mudou o discurso e admitiu liberar Conor McGregor. Antes, o chefão do Ultimate chegou a fazer uma oferta de US$ 25 milhões a cada lutador para realizar o duelo, mas Floyd Mayweather descartou. A própria promotora do ‘Money’ é responsável pelas negociações. De acordo com as recentes especulações, o 'Notorious' receberia bolsa de US$ 50 milhões, metade valor do rival.

Floyd Mayweather se aposentou invicto do boxe em setembro de 2015, com 49 vitórias. O norte-americano foi o atleta mais bem pago do mundo durante vários anos de atividade na nobre arte. Já Conor McGregor, grande estrela do UFC na atualidade, não luta desde novembro do ano passado, quando nocauteou Eddie Alvarez e conquistou o cinturão do peso leve. O irlandês foi o primeiro lutador da história do Ultimate a ser campeão em duas categorias ao mesmo tempo - porém, abdicou do título do peso pena.




   

quarta-feira, 22 de março de 2017

Wanderlei celebra 50ª luta na carreira e promete 'meter porrada' em Sonnen



Texto: Vicente Ribeiro
Fonte: Super Esportes
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)


Brasileiro manda recado aos fãs para comentar combate com falastrão, Getty Images


BELLATOR 

Para Wanderlei Silva, nada melhor que atingir uma marca importante na carreira diante de um de seus grandes desafetos. Ele se manifestou sobre o duelo contra Chael Sonnen, marcado para o Bellator 180, no dia 24 de junho, no Madison Square Garden, em Nova York. Será a luta de número 50 do Cachorro Louco no MMA, o que motiva ainda mais o brasileiro. 

Wanderlei Silva publicou vídeo nas redes sociais, anunciando que completará a 50ª luta justamente contra Chael Sonnen, um de seus grandes rivais no MMA. O brasileiro disse aos fãs que não poderia se aposentar sem alcançar essa marca na carreira. E garantiu que o combate terminará como os brasileiros esperam. 

"É com muito prazer que venho falar com vocês que fechei a minha luta com o Sonnen, no Bellator 180. Uma rivalidade antiga que, finalmente, será resolvida. Não poderia me aposentar assim. Tenho 49 lutas e gostaria de fazer a minha 50ª. Mais do que isso, tinha que ser com ele. Eu iria lutar com o Crop Crop no final do ano passado, mas não consegui me recuperar. Mas a luta 50, eu queria que fosse com ele e vai ser. Eu vou meter a porrada nele", declarou.

Wanderlei Silva deixa aposentadoria para disputar a 50ª luta no MMA, logo contra Chael Sonnen 



Wanderlei Silva e Chael Sonnen tiveram três lutas anunciadas pelo UFC, que não foram concretizadas. Na época, eles foram treinadores na terceira temporada do The Ultimate Fighter Brasil, em 2014. A primeira ocorreria em 24 de maio do mesmo ano, sendo remarcado para a semana seguinte, em um evento em São Paulo. Depois, o combate passou para o UFC 175, em julho de 2014, mas o brasileiro não fez exame antidoping e acabou acionando a franquia na Justiça, sendo liberado do contrato após briga nos tribunais. 

Para marcar de forma positiva a chegada do cage circular ao Madison Square Garden, em Nova York, o Bellator promete um card recheado de grandes atrações. A companhia anunciou que será a segunda edição em sua história a ter pacotes de pay per view à venda nos Estados Unidos. 




terça-feira, 21 de março de 2017

Fernando Alonso admite que McLaren terá dificuldades na estreia da Fórmula 1

Fonte: Superesportes (Gazeta Press)
Imagens: Reprodução / Google.com.br e Arquivo ASES
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva.
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)
Alonso sabe que sua equipe ainda não estará pronta na primeira corrida do ano (AFP)



FÓRMULA 1

A Fórmula 1 está prestes a estrear oficialmente no próximo final de semana, com a realização do Grande Prêmio de Melbourne, na Austrália. E após uma pré-temporada com resultados que ficaram aquém do esperado, Fernando Alonso vê a sua equipe, a McLaren, em situação complicada na primeira prova do ano.

“Depois de duas semanas difíceis nos testes, estamos nos preparando para ter um final de semana difícil em Melbourne”, comentou o espanhol.


Espanhol mostra pessimismo para prova na Austrália, neste fim de semana

Sem conseguir equiparar o desempenho mostrado por concorrentes como Red Bull, Ferrari e Mercedes, a escuderia inglesa não teve ainda o tempo necessário para alcançar a evolução que está sendo buscada na temporada 2017, explica Alonso.

“Nós vamos fazer nosso melhor com o que temos, e há muito trabalho duro e colaboração entre o time, mas a falta de tempo antes da primeira corrida nos dá menos opções para realizar grandes mudanças”, afirmou.

Apesar de prever as dificuldades que virão pela frente, o bicampeão mundial espera que a experiência na Austrália possa agregar para o crescimento da McLaren.

“O primeiro passo será trabalhar na confiabilidade antes que seja feita quaisquer suposições ou previsões sobre o desempenho, e tentaremos aproveitar o fim de semana o máximo que pudermos”, completou.





segunda-feira, 20 de março de 2017

Brasil conquista 12º título do Sul-Americano Sub-17 com goleada sobre o Chile


Fonte: Super Esportes (Agência Estado) 
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)



Time brasileiro fechou a boa campanha em alto estilo, goleando os chilenos

SUL-AMERICANO SUB-17
A Seleção Brasileira conquistou em grande estilo o título do Sul-Americano Sub-17. Precisando de apenas um empate para se tornar campeã, a equipe massacrou o anfitrião Chile por 5 a 0, em Rancagua, na noite de domingo, e levou pela 12ª vez o título do torneio continental.

O herói da noite foi Alanzinho, do Palmeiras, autor de três gols na partida pela rodada final do hexagonal do Sul-Americano. Os outros gols da fácil vitória foram marcados por Paulinho, do Vasco, e Lincoln, do Flamengo.
O Brasil fechou o Sul-Americano Sub-17 com sete vitórias e dois empates, em nove partidas disputadas

O Brasil jogou a partida decisiva com a seguinte escalação: Gabriel Brazão; Lucas Halter, Vitão, Weverson e Victor Bobsin; Wesley (Rodrigo Nestor), Marcos Antonio e Alanzinho; Vinicius Júnior (Vitinho), Paulinho e Lincoln (Yuri).

Principal expoente da seleção sub-17, Vinícius Junior passou em branco na partida decisiva, mas ainda assim o atacante do Flamengo fechou o torneio como seu artilheiro, com sete gols marcados, além de ter sido eleito o melhor jogador da competição.

O Brasil fechou o Sul-Americano Sub-17 com uma campanha praticamente perfeita, tendo somado sete vitórias e dois empates. Na primeira fase, a equipe fez 3 a 0 no Peru na sua estreia, bateu a Venezuela por 1 a 0, empatou por 1 a 1 com o Paraguai e superou a Argentina por 3 a 0. Depois, no hexagonal, ficou no 2 a 2 com o Paraguai, aplicou 4 a 0 na Venezuela, derrotou Equador e Colômbia ambos por 3 a 0 e massacrou o Chile por 5 a 0.




O Sul-Americano Sub-17 foi classificatório para o Mundial da categoria, que será disputado em outubro na Índia. E o Brasil já entrou em campo para a sua última partida no torneio com a vaga assegurada. As outras ficaram com as equipes do Chile, do Paraguai e da Colômbia.

A conquista também confirmou a soberania brasileira na categoria sub-17. Afinal, essa foi a 17ª edição do torneio e o 12º troféu assegurado pela seleção, que também levantou a taça em 1988, 1991, 1995, 1997, 1999, 2001, 2005, 2007, 2009, 2011 e 2015.

Veja os melhores momentos
da vitória Brasileira



  





sábado, 18 de março de 2017

Corinthians, Flamengo e São Paulo são os três clubes com mais seguidores no Brasil



Fonte: Superesportes / globoesporte.globo.com / Lance.com.br
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)
  
 
Ibope divulga novo ranking digital de clubes; Chape e dupla paranaense são destaques 

Rede Social

Mensalmente, o Ibope atualiza o ranking dos clubes brasileiros nas redes sociais, somando números de seguidores e curtidas nos perfis oficiais das plataformas Facebook, Twitter, Instagram e Youtube. A Chapecoense continua em ascensão, e a dupla Atlético Paranaense e Coritiba aumentou em mais de 100% o número de inscritos em seus canais no Youtube por conta da transmissão do último clássico pela internet. Cruzeiro e Atlético continuam nas mesmas posições. 

Pouca coisa mudou no levantamento divulgado pelo Ibope em março em relação àquele publicado em fevereiro. O Corinthians continua na liderança do ranking geral, com 18.118.229 fãs, seguido pelo Flamengo, com 17.342.866. O Cruzeiro permanece na nona colocação, com 4.785.512 fãs, seguido pelo rival Atlético, que tem 4.663.417. 

A Chapecoense segue subindo em ritmo maior do que os clubes que estão entre os primeiros do ranking geral. O time de Chapecó cresceu 1,91% em março, ultrapassou o Grêmio e chegou à 5ª colocação, com 5.635.051 fãs. O Corinthians cresceu 0,78%, o Flamengo 1,43%, o São Paulo 1,36%, o Santos 0,72% e o Grêmio 1,09%. 

Apesar de o Cruzeiro seguir na nona colocação e o Atlético na décima, o clube alvinegro apresentou crescimento geral de 0,91%, enquanto o time celeste cresceu 0,76% no levantamento de março.

IBOPE Repucom divulga ranking digital dos clubes brasileiros em janeiro (Foto: Divulgação)




Atletiba na internet 


No Youtube, os rivais Atlético-PR e Coritiba cresceram em um ritmo impressionante. No início de março, o clássico entre as equipes pelo Campeonato Paranaense foi transmitido pela internet, gerando maior interesse e engajamento dos torcedores em seus respectivos canais. O Furacão registrou um crescimento de 152,7% em seu canal no site, enquanto o clube alviverde aumentou em 111,1% o seu número de fãs na plataforma. 

No Youtube, o Cruzeiro caiu da 11ª para a 14ª colocação, mas registrou crescimento de 8,65% em relação ao mês anterior. O Atlético, por sua vez, não divulga os números de inscritos no seu canal, segundo o Ibope. 

No twitter, o líder do ranking é o Corinthians, com 4.917.672 seguidores, não havendo mudanças entre os dez clubes que encabeçam a lista.

O Atlético apresentou um crescimento de 1,79% e permanece na sétima colocação, com 1.643.759 fãs. Esta foi a plataforma em que o Galo mais cresceu no mês de março. O Cruzeiro está na oitava posição, com 1.548.409 seguidores, o que representa um crescimento de 1,58% em relação ao mês de fevereiro. 

No Facebook, Cruzeiro e Atlético permanecem em oitavo e décimo, respectivamente. O Atlético apresentou crescimento de 0,30% na plataforma, chegando aos 2.612.584 likes. O crescimento do Cruzeiro no Facebook, no entanto, foi o pior do clube entre as plataformas analisadas, segundo o Ibope. O time celeste ganhou 944 likes no mês e chegou aos 2.777.245 seguidores na rede, o que representa crescimento de 0,0003%. 

José Colagrossi, diretor executivo do Ibope Repucom, responsável pelo levantamento, destacou a importância das páginas e perfis dos clubes nas redes sociais. 

A produção de conteúdo próprio e de qualidade é fundamental para retenção e desenvolvimento do engajamento nas mídias sociais. Clubes e seus respectivos parceiros devem promover a interatividade e conexão com seus torcedores, visando o aumento do engajamento de seus conteúdos. As altas taxas de engajamento significam uma qualificação valiosa, e certamente facilitarão a obtenção de novos negócios e patrocínios”, explicou.




Botafogo é líder em engajamento nas redes sociais dos clubes 

Fonte: lance.com.br

Levantamento realizado pela Torabit também aponta que o Corinthians é o clube com o maior número de seguidores somando Facebook, Twitter e Instagram.

O Botafogo é o clube que mais consegue engajar seus torcedores através do conteúdo publicado em suas redes sociais. É o que aponta o levantamento realizado ao longo do mês de fevereiro pelo software de monitoramento digital Torabit que envolveu os 12 maiores clubes de futebol, além da Chapecoense.


O engajamento foi medido por meio do quanto cada torcida curitu, comentou ou compartilhou o conteúdo publicado por cada clube no período. Segundo a Torabit, o cálculo para se chegar ao resultado foi composto pela soma de ações que os internautas fazem em cada rede que é multiplicada por cem e depois dividida pelo número de seguidores do clube em cada rede por dia. A taxa de engajamento obtida foi a média entre as três redes sociais no período.

Nesse cálculo, o Botafogo atingiu uma média de engajamento de 16% no mês de fevereiro, resultado bem acima do Fluminense, que foi o segundo colocado, que obteve 7,8%. Um dos motivos para o alto índice obtido pelo clube alvinegro foi a participação do time na Libertadores, sendo o único entre os clubes abordados que disputou a competição no mês passado.

Na sequência aparecem os outros dois grandes clubes do Rio: o Vasco, com média de 5,9%, e o Flamengo, com 4,4%. A menor taxa de engajamento foi do Grêmio, que atingiu apenas 1,2% na média entre as três redes sociais.

- A capacidade do Botafogo nesse cenário foi muito superior aos outros clubes. Mesmo em relação a outras áreas que são abordadas pela Torabit, nunca se viu um engajamento desse nível que o Botafogo conseguiu alcançar – afirmou Caio Túlio Costa, sócio-fundador da Torabit.

Veja ranking:




Ranking mostra Corinthians como clube com mais seguidores no Brasil

Fonte: globoesporte.globo.com

O IBOPE Repucom divulgou na primeira segunda-feira de fevereiro seu novo ranking digital dos clubes brasileiros. O levantamento, feito mensalmente, mostra que o Corinthians se manteve como o clube brasileiro com o maior número de seguidores no país. Juntando Facebook, Twitter, Instagram e Youtube, o Timão aparece com 17.847.622 seguidores, 1.008.259 à frente do Flamengo (16.839.363), segundo colocado. Em dezembro, a diferença entre eles havia sido de 1.013.505 seguidores. 

Os paulistas São Paulo, Palmeiras e Santos completam o top 5, seguidos por Grêmio, Chapecoense (que teve um crescimento forte após a tragédia aérea no dia 29 de novembro), Vasco, Cruzeiro e Atlético-MG. O Inter, em 11º, é o primeiro clube da Série B no ranking.

Levantamento mensal elaborado pelo IBOPE Repucom aponta o Timão como o mais atuante nas redes sociais, à frente do Flamengo. Por GloboEsporte.com



quinta-feira, 16 de março de 2017

Cyborg condena dancinha de Bethe Pitbull e inicia troca de farpas nas redes sociais

Fonte: Superesportes
Imagens: Reprodução / Google.com.br e Arquivo ASES
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)
Cris Cyborg diz que exibicionismo de Bethe Pitbull é prejudicial à imagem do MMA. Getty Images



UFC
Feminino

As lutadoras brasileiras do UFC Cris Cyborg e Bethe Correia trocaram farpas nas redes sociais. A polêmica começou com a crítica de Cyborg sobre a comemoração de Pitbull com uma dancinha após o empate na luta contra Marion Reneau, no UFC em Fortaleza, no fim de semana passado.

Novas técnicas de ground and pound? Tem que respeitar. Me explica, de onde isso saiu””, publicou a paranaense.


A paraibana rebateu os comentários e esquentou o clima. “Aos meus fãs que sempre pedem a minha dancinha, na próxima dançarei melhor. Estava cansada e não dancei tão bem. Para as ‘invejosas’ (lutadoras) que julgam que estou debochando, o meu pesar. Não foi a primeira nem será a última vez que comemoro o meu desempenho dançando. Rindo muito com os memes. Invejosas passam mal”, provocou Bethe.

Considerada uma das melhores representantes do MMA feminino, Cris Cyborg deu o troco em seguida e condenou o exibicionismo de Pitbull.

Vai para o circo, Bethe Correia! Inveja de você? Você deve estar maluca! Quanto tempo você está no meio da luta? Várias (lutadoras) fizeram muitas coisas para que o esporte crescesse no mundo do MMA feminino, para que respeitem as mulheres como realmente lutadoras, e não como ‘maria-tatames’. Particularmente, eu achei desnecessária a sua dança totalmente vulgar, e mais ridículo ainda você reclamar de homens que mandam fotos pelados pra você. Simplesmente, para se ter respeito temos que nos dar respeito”, disparou.

Pitbull aponta 'inveja' da curitibana, que detona: 'Vai para o circo, Bethe'




quarta-feira, 15 de março de 2017

Polonesa campeã do UFC responde Jessica Bate-Estaca sobre 'queixo fraco'


Texto: Vicente Ribeiro
Fonte: Super Esportes
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)

 Jessica Bate-Estaca disse que campeã tem queixo fraco e Joanna Jedrzejczyk se sentiu desrespeitada. (Getty Images)

MMA FEMININO

Antigas parceiras de treino, Joanna Jedrzejczyk e Jessica ‘Bate-Estaca’ Andrade azedaram a relação depois que a brasileira foi anunciada a próxima desafiante da polonesa campeã peso palha do UFC. O duelo está marcado para a edição de número 211, no dia 13 de maio, em Dallas, mas o clima entre as duas passou rapidamente de amizade para rivalidade.



Enquanto desafiante, nega provocação, Joanna fala em desrespeito




Bate-Estaca foi quem atirou a primeira ‘pedra’ ao afirmar que a ex-companheira poderia cair se levasse um golpe forte, já que tem queixo fraco. A brasileira, no entanto, disse que fez uma análise técnica e descartou qualquer intenção de provocar. Mas a declaração não foi bem aceita pela polonesa, que mandou um recado à antiga parceira.

“Tivemos bons treinos e boas conversas. Quando a luta fica grande, as pessoas ficam loucas. Achei que ela não faria isso, e me sinto mal por ela. Mas ela está provocando. Seja paciente e siga treinando. Falarei com ela no UFC 211, em Dallas”, respondeu Joanna Jedrzeczyk, em entrevista ao programa The MMA Hour.





A polonesa, que tem quatro defesas de cinturão no UFC, considera que o empresário de Bate-Estaca, Tiago Okamura, com o qual também trabalhava quando treinava com a brasileira, pode estar por trás da atitude provocativa da adversária. “Não sei se foi o Tiago, que foi um irmão para mim e ainda temos uma boa relação. Acho que eles podem ter mais crédito com a promoção, mas eu ainda estou bem com eles. Não sei do que estão falando. Sei que a Jessica não é assim, sei que tem alguém ajudando ela com isso, e deve ser o Tiago. Me sinto mal por isso”, enfatizou.





Sem provocação

Bate-Estaca, no entanto, disse que tudo não passou de mal-entendido. A brasileira garantiu que não teve a intenção de provocar a ex-parceira. “Não falei para provocar, falei mesmo por ter observado que esse seria o ponto fraco dela. Ela pode ver os meus e falar, não tem problema algum. Respeito muito ela, é uma das atletas mais duras, não é à toa que é a dona do cinturão. Estou ansiosa para lutar com a melhor”, frisou a paranaense, em entrevista ao site da Ag Fight.

UFC 211

13 de maio
American Airlines Center, em Dallas

Card

Stipe Miocic x Junior Cigano – pelo cinturão peso pesado
Joanna Jedrzejczyk x Jessica Bate-Estaca – pelo cinturão peso palha

Demian Maia x Jorge Masvidal
Eddie Alvarez x Dustin Poirier
Henry Cejudo x Sergio Pettis
Frankie Edgar x Yair Rodriguez