sábado, 1 de abril de 2017

Bisping revela planos de GSP: títulos em três divisões e lutas com McGregor

Texto: Vicente Ribeiro
Fonte: Superesportes
Imagens: Reprodução / Google.com.br e Arquivo ASES
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Serrinha, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)
Bisping e GSP se encontraram em coletiva do UFC: inglês promete estragar os planos do canadense. Getty Images.



UFC

Irritado com um possível pedido de Georges St-Pierre
para adiar por alguns meses a luta pelo cinturão peso médio, ainda sem data e local marcados, Michael Bisping voltou a polemizar com o canadense.

O inglês, campeão da divisão até 84kg, revelou que GSP tem planos ambiciosos, que incluem três títulos em categorias diferentes – meio-médios e leves - e confrontos com o irlandês Conor McGregor, que significarão muito dinheiro.

Bisping disse que o canadense planeja se estabelecer como o maior lutador de todos os tempos da organização. Daí vêm os planos ambiciosos para o retorno ao octógono. “Acho que ele luta comigo e me vencer. Ao mesmo tempo, Demian Maia vence Jorge Masvidal e luta com Tyron Woodley. GSP acredita que Demian vence.

Então, ele abandona o cinturão dos médios e luta com o Demian. É uma luta boa porque o brasileiro tem um estilo próximo ao dele, que é um wrestler e tem ótimo jiu-jitsu”, explicou.
Inglês diz que canadense mira cinturões e duelos por dinheiro com irlandês



Assim, ele desce para os leves e luta pelo cinturão dos 70kg com o Conor McGregor. Esse é o principal plano. E, se realmente conseguir, definitivamente será o melhor lutador de MMA de todos os tempos. E ainda acho que, depois disso tudo, ele faz uma luta gigantesca por dinheiro com o McGregor, dessa vez nos meio-médios (até 77kg). Isso seria maior que contra Mayweather e com números mais expressivos que contra Nate Diaz”, acrescentou o inglês em entrevista ao SiriusXM Radio Show.

Bisping, bem ao seu estilo falastrão, admite que a luta entre McGregor e GSP seria muito bem-vinda para qualquer organização. Mas ele prometeu estragar os planos do canadense. “Você tem que olhar os dólares. Mesmo que eu tivesse a oportunidade de dar uma surra nesse irlandês bobo, vamos ser honestos, essa luta nunca aconteceria, pois eu sou muito grande. Mas, para o GSP, pode acontecer. Se eu tiver uma empresa, iria querer isso. Mas vou jogar um balde de água fria nos planos deles. Vou apagar essa fogueira”, declarou.