segunda-feira, 23 de maio de 2016

Diego Hypolito celebra nota alta em São Paulo e revela expectativas para a Olimpíada



Fonte: Superesportes (Gazeta Press)
Edição: Jorge Luiz da Silva.
Imagens: Google.com.br (Arquivo ASES)
Salvador, BA (da redação itinerante do Esporte Comunitário)

  
Foto: Reprodução



COPA DO MUNDO DE GINÁSTICA 
Ginasta avança em primeiro lugar para final da prova do solo, com 15,600 pontos


Um dos principais nomes da ginástica artística brasileira, Diego Hypolito teve um dia de gala nesta sexta-feira, na etapa de São Paulo da Copa do Mundo. No solo, sua especialidade, Hypolito conquistou 15,600 pontos, se classificando em primeiro para a final da prova. O ginasta celebrou o resultado. 

Estou muito satisfeito. Foi minha melhor nota nesse ano. Meu objetivo aqui nem era tirar uma nota tão alta. Eu estava programando um 15,200. Não esperava jamais tirar uma nota assim. Com o código atual, as notas estão mais baixas, porque a pontuação se tornou mais exigente. Os descontos ficaram um pouco maiores. Tirar 15,600 é uma nota muito alta”, declarou surpreso ao final da competição. 

O desempenho em São Paulo anima Diego Hypolito para a Olimpíada do Rio de Janeiro. O ginasta sonha em manter o ritmo e as pontuações elevadas para brigar por medalha. “Sonho em estar na Olimpíada e quero evoluir a cada semana. Meu objetivo até os Jogos é manter a nota 15,600 como padrão, porque na Olimpíada essa é uma pontuação excelente, muito, muito alta”, afirmou. 



Diego Hypolito ganha confiança na final ao se classificar com a melhor nota no solo.
Foto Divulgação



Ainda falando sobre a Olimpíada, Diego Hypolito revelou suas expectativas para o evento. O atleta espera que os brasileiros compareçam às competições e apoiem os ginastas e que os problemas pelos quais o País passa não tenham influência nos Jogos. 

“Eu espero que a torcida compareça, que todos os problemas burocráticos não influenciam para que os atletas estejam bem, que a gente consiga estar totalmente focado. A gente passa por problemas políticos, mas acredito que se cada atleta focar no seu sonho a gente pode dar uma chance de os brasileiros ficarem felizes com as Olimpíadas. Espero que eu seja um desses a dar alegria para os brasileiros”, completou.