quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Neymar marca dois e contribui para o triunfo do Brasil diante dos Estados Unidos


Fonte: Globo Esporte e Futebol Interior / Site oficial da CBF.
Imagens: Arquivo ASES e Google.com.br
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador-BA (Da Redação Itinerante do Esporte Comunitário)


(Por: Márcio Iannacca, direto de Nova Jersey)

Neymar precisou apenas de 45 minutos para mostrar o seu cartão de visitas aos torcedores de Boston.

Nesta terça-feira, o camisa 10 entrou no intervalo e marcou dois gols na vitória da seleção por 4 a 1 sobre os Estados Unidos.

Os outros foram de Rafael Alcântara e Hulk - Danny Williams descontou no apagar das luzes.

O resultado deu tranquilidade para a equipe nacional se preparar para a estreia nas eliminatórias, no dia 8 de outubro, contra o Chile, em Santiago.


Fonte
Neymar gol Brasil x Estados Unidos (créditos: Leo Correa / MoWA Press)


ARTILHEIRO CANARINHO

Com os gols marcados nesta terça-feira, Neymar chegou aos 46 com a camisa da Seleção em 67 partidas.

O craque está a dez de Romário,

o quarto maior goleador da história do time nacional.
Pelé lidera a lista, com 95.


Hulk gol Brasil 1x4 Estados unidos (créditos: Leo Correa / MoWA Press)

CAPITÃO AMÉRICA

Hulk retornou a seleção brasileira após mais de um ano longe.
E o atacante do Zenit, atuando como autêntico centroavante, deu conta do recado. Ele marcou duas vezes nos amistosos diante da Costa Rica e dos Estados Unidos.




BEM COTADO

Convocado para a vaga de Ramires, cortado por lesão, Rafael Alcântara deu conta do recado. Durante os treinos era fácil perceber o encantamento da comissão técnica com o jogador do Barcelona. Utilizado por Dunga nos dois amistosos, o meia marcou um dos gols no triunfo diante dos Estados Unidos.


Lucas Lima EUA 1x4 Brasil (créditos: AP)

GRATA SURPRESA

O meia Lucas Lima, do Santos, foi outro que se destacou no amistoso desta terça-feira. Distribuindo bem as jogadas no meio de campo, o atleta sai em alta dos Estados Unidos e tem tudo para ser mantido para os jogos das eliminatórias.



Em amistoso me engana que eu gosto

Neymar decide


O jogo foi mais equilibrado no primeiro tempo, devido aos próprios erros táticos e técnicos do selecionado canarinho, mas na etapa final, principalmente devido à entrada de Neymar e as várias mudanças no time americano, ficou bem encaminhado para a vitória brasileira.



Gols:
Hulk (8'), Neymar (49' e 66'), Rafinha (63'), Brasil;
Williams (90'), Estados Unidos


Local: 
Arena de Boston (Foxborough, EUA).
Terça-feira, 08/09, às 21h40

TRIO DE ARBITRAGEM:

Árbitro Central: Joel Aguilar (El Salvador)
Assistente 1: William Torres (El Salvador)
Assistente 2: Douglas Bermudez (El Salvador)



Cartões Amarelos:

Williams e Orozco (Estados Unidos)

Estados Unidos: Guzan; Cameron, Alvarado, Michael Orozco e Tim Ream; Bedoya (Danny Willians), Bradley (Johannsson), Jermaine Jones (Diskerud), Yedlin e Gyasi Zardes (Bobby Wood); Altidore (Jordan Morris). Técnico: Jurger Klinsmann

Brasil: Marcelo Grohe; Fabinho, Miranda (Marquinhos), David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo (Fernandinho), Elias e Lucas Lima (Lucas); Willian (Roberto Firmino), Douglas Costa (Rafinha Alcântara) e Hulk (Neymar). Técnico: Dunga.