sábado, 12 de setembro de 2015

Apesar dos 90 minutos de sofrência o Bahia vence novamente e se garante no G4 da Série B

Texto, edição e arteJorge Luiz da Silva
Imagens: Arquivo ASES e Google.com.br
Salvador, BA. (Da Redação Itinerante do Esporte Comunitário)

Fotos: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

O torcedor do Bahia vivenciou mais noventa minutos de sofrência na noite desta sexta-feira, durante a abertura da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B quando o esquadrão enfrentou o Bragantino na Arena Fonte Nova.

O duelo foi ainda mais difícil devido aos próprios erros dos comandados de Sérgio Soares.
Mas, para alegria geral da “Nação Tricolor”, o triunfo sorriu novamente deixando o escrete baiano no G4.




O goleiro Douglas Pires chegou a defender uma penalidade máxima cobrada por Lincom, mas em seguida vacilou e levou o primeiro gol do confronto, assinalado por Gilberto aos 36 minutos.

Kieza empatou
cobrando pênalti, três minutos depois.


Apesar de alguns erros cometidos no decorrer do jogo Maxi marcou o gol da virada no início da segunda etapa.

Souza também cobrando penalidade máxima ampliou, demonstrando uma falsa aparência da superioridade tricolor.

E após outro vacilo do setor defensivo do Bahia o perigoso atacante Lincom vazou a meta do escrete mandante mais uma vez, já no quarto minuto dos acréscimos.

Sorte que não havia tempo para uma reação visitante porque o árbitro do Estado de Tocantins encerrou a partida, acabando a sofrência, que começa a virar rotina.


Imagem: Futebol Interior

Gols:

Kieza (39'), Maxi Biancucchi (59'), Souza (90'), Bahia
Gilberto (36') e Lincom (90'+4'), Bragantino-SP

Local:
Arena Fonte Nova (Salvador). Sexta-feira, 11/09, às 19h00

Renda:
R$ 181.719,50
Público:
8.387 pagantes

Árbitro Central: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistente 1: Francisco Casimiro de Sousa (TO)
Assistente 2: Natal da Silva Ramos Júnior (TO)

Cartões Amarelos:
Douglas Pires, Jaílton e Kieza (Bahia)
Renan, Diego Maurício, Wigor e Luan (Bragantino-SP)

Bahia:
Douglas Pires; Cicinho, Robson, Jaílton e Ávine (Vítor Costa); Yuri, Gustavo Blanco (Rômulo), Tiago Real e Eduardo (Souza); Maxi Biancucchi e Kieza. Técnico: Sérgio Soares.

Bragantino-SP
Douglas; Alemão, Gilberto, Luan e Moisés; Jocinei, Wigor, Chico (Diego Cardoso) e Renan (Diego Maurício); Jobinho (Rodolfo) e Lincom. Técnico: Wagner Lopes.