sábado, 4 de julho de 2015

Subaé conquista o primeiro título do futebol feminino sem amargar nenhuma derrota


Texto, edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Imagens: Arquivo ASES
Serrinha, BA. (Da Redação Itinerante do Esporte Comunitário)


Em 1993, a Assessoria Esportiva Serrinhense, ASES teve a iniciativa de criar o primeiro Certame Feminino da Zona Rural.

Apenas 4 times foram convidados para que pudessem mostrar as qualidades de suas atletas.

Cajueiro
Garopa
Paraíso
Subaé

O time de Subaé foi a grande surpresa.
As meninas exibiram um futebol altamente competitivo e venceram cinco, dos seis confrontos que disputaram, mantendo a invencibilidade ao longo do torneio.






O escrete de Subaé ainda garantiu a condição de ataque mais positivo e defesa menos vazada.

A sua goleira não sofreu nenhum gol mantendo a invencibilidade de sua meta durante os 420 minutos consecutivos, já que cada duelo tinha a duração de 70 minutos.

Entretanto o Troféu de Principal Artilheira ficou para a atacante “ELZA”, do time da Garopa, vice-campeão, que balançou as redes adversárias em seis oportunidades.




Raio-X

Jogos Realizados: 12
Gols Marcados: 25
Média de Gols: 2,08

Gols Mandantes: 11
Gols Visitantes: 14

Ataque Mais Positivo: Subaé (14 gols marcados)
Ataque Menos Positivo: Paraíso (1 gol marcado)
Defesa Menos Vazada: Subaé (0 gol sofrido)
Defesa Mais Vazada: Paraíso (15 gols sofridos)

Maiores Goleadas:

Subaé 5x0 Paraíso (12/09/1993)
Paraíso 0x5 Subaé (03/10/1993)

Escore mais repetido: 1x0 (6 vezes)