sábado, 27 de junho de 2015

Campeão da Série B do Baianão levará troféu Élcio Nogueira da Silva "Sapatão"


Fonte: Site Oficial da FBF
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva.
Serrinha-BA. (Da redação itinerante do Esporte Comunitário)

Foto Sapatão: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Carioca, nascido em Campos de Goitacazes, mas baiano de coração.
A história de amor entre Élcio Nogueira da Silva e a Bahia começou em 1969, quando o zagueiro, revelado no Flamengo, desembarcou no Fluminense de Feira.

Logo, o estado conheceria um dos maiores jogadores que atuaram no futebol baiano. Sua trajetória de sucesso começou no mesmo ano, com a conquista do Campeonato Baiano com o Touro do Sertão.

No ano seguinte, em 1970, foi contratado pelo Bahia, onde viveu sua melhor fase. Inicialmente, atuou pelo Tricolor até 1971. Em 72 e 73 defendeu o Santa Cruz antes de voltar a Salvador para fazer parte de um dos times mais festejados pelos torcedores do Esquadrão.

Em 76, ele e seus companheiros fizeram história ao levar o Bahia ao tetra campeonato baiano. Já em 79, a estrela brilhou ainda mais com a conquista do heptacampeonato estadual.


Foto Sapatão jogador Bahia: Publicada no Terceiro Tempo

Anos depois, na Catuense, chegava ao fim a carreira do defensor que ficou conhecido em todo país como "Sapatão". O apelido, ele ganhou de colegas de profissão, que faziam gozação com o tamanho do seu pé. Ele calçava 42.

Mas a relação de Élcio Nogueira da Silva com o futebol não parou por aí. Após pendurar as chuteiras, ele iniciou sua carreira de treinador. Foi técnico de diversos clubes baianos, além do União São João de Araras (SP) e do América de Propriá (SE).

Mas, assim como na época de atleta, foi na Boa Terra que ele viveu sua melhor fase como comandante. Sapatão se tornou um multicampeão da 2ª Divisão do Baianão como técnico de equipes como Ypiranga (1990), São Francisco do Conde (1996), Camaçari (1997) e Camaçariense (2003).

E foi justamente por sua brilhante carreira no futebol baiano, tanto como treinador como jogador, que a Federação Bahiana de Futebol (FBF) resolveu homenagear Sapatão como seu nome no troféu de campeão da Série B do Baianão 2015, competição essa que, como citado acima, quando ainda se chamava 2ª Divisão do Campeonato Baiano, ele sagrou-se tetra campeão como técnico.

No próximo domingo (28), quando Fluminense de Feira e Flamengo de Guanambi entrarão em campo para decidir o título, no Estádio Alberto Oliveira, em Feira de Santana, Élcio Nogueira da Silva, o Sapatão, que hoje é membro da Associação de Garantia ao Atleta Profissional do Estado da Bahia (AGAP-BA) e da Seleção Bahiana Master, certamente viverá mais um momento de grande emoção ao ver seu nome eternizado no hall de homenageados pela entidade máxima do futebol baiano e em uma das principais competições do estado.


Jorge Luiz da Silva e Sapatão. Foto: Patrícia Silva.